Imprimimos Tradições

Imprimimos Tradições

Imprimimos Tradições é um projecto cultural e artístico, criado pela marca Diverte, que visa o registo do património cultural, em peças físicas, modeladas digitalmente e materializadas através de impressão 3D aditiva.

A primeira linha de produtos refere-se a alguns dos Trajes Regionais de Viana do Castelo. Sendo, unanimemente, considerados, como os mais belos da indumentária popular de Portugal, estes trajes foram usados pelas raparigas das aldeias rurais de Viana do Castelo até inícios do séc. XX. A sua origem é atribuída a meados do século XIX, período durante o qual ganharam características únicas que os distinguiram dos demais, e que, desde então e até hoje, os tornaram um símbolo da região do Alto Minho.

As primeiras edições foram lançadas em Agosto de 2016. 

Estas são as versões realistas, em que o máximo detalhe à escala é mantido. Aliás, esse é o principal ponto distintivo deste produto em relação ao existente. 

Os modelos não pintados reflectem o potencial da impressão 3D, as novas portas que abre à criação. 

Com este trabalho baptizámos um novo conceito: artesanato tecnológico.

Traje de Domingar

O Traje de Domingar, pela sua própria designação, significa o traje de domingos que não o dos Santos Patronos, sendo usado em diversas situações, tais como ir à missa, à cidade ou à feira, situações estas nas quais as mulheres queriam estar mais bem arranjadas. Mais simples do que os Trajes de festa, o Traje de Domingar é a sequência lógica do traje de trabalho.

Traje de Mordoma

As mordomas eram as jovens responsáveis pela organização das festas de suas aldeias. No dia da procissão, por detrás do andor, elas desfilavam com os seus ricos trajes e adornadas com joias em ouro. Este traje, usado nos momentos solenes das festividades, era uma veste de cerimónia, geralmente de fundo preto, no entanto, surgem alguns exemplares em azul ferrete, sinónimo de casa abastada.

Traje à Vianesa (Festa)

O traje à Vianesa, de confeção artesanal e, utilizando principalmente a lã e o linho como matérias-primas base na sua composição, recorre ao bom gosto das lavradeiras, as quais, através da tecelagem e dos seus bordados à mão, elaboraram um dos trajes mais harmoniosos e decorativos de Portugal. Já o traje de Festa de Homem, sendo uma contraparte mais simples do traje à Vianesa, apenas se destacam os bordados a ponto de cruz na camisa e a faixa à cinta, num conjunto mais sóbrio.

Traje de Ceifeira e Ceifeiro

O traje de Ceifeira e Ceifeiro, como trajes de trabalho, estavam adaptados às lides do campo, e em especial ao corte da erva. Usando tecidos mais grosseiros de lã e linho na composição das peças do traje, a estopa e a fraldilha, juntamente com chapéus de palha e socos de couro e cabedal, fazem parte de um conjunto de trajes de cotio usados nas várias lides do campo e monte pelos camponeses desta região.

Traje de Noiva e Noivo

O traje de Noivos de Viana destaca-se essencialmente pela beleza e austeridade do Traje de Noiva. Por entre os vários tecidos negros que o compõem, sobressaem os vidrilhos de luar, o ouro sobre o peito da mulher, assim como o alvo véu de tule e o ramo de flor de laranjeira. A Noiva de Viana, com seu traje negro ricamente bordado, marca uma forte tradição, demonstrando o seu estatuto social, pelo trajar, assim como pelo uso de diversas peças em ouro. Na simplicidade e sobriedade do traje de Noivo, sobressaem os finos bordados na camisa e a corrente de relógio pendendo do colete.

Personalize qualquer traje

com a sua cara!

Novas edições

Em 2017 lançámos novas edições, a partir do modelo mais icónico – Traje à Vianesa – numa derivação através de meios digitais e tirando partido de objectos que só a impressão 3D pode conceber. 

 

Estas são reinterpretações especificamente concebidas para impressão 3D.

Low Poly

Esta é uma versão que comunica a essência do traje com recursos a um baixo número de polígonos. 

 

Voronoi

Digitalmente, através do diagrama de Voronoy, transformámos a versão Low Poly numa que apenas a impressão 3D pode produzir. 

Uma reinterpretação do Traje à Vianesa contemporânea e vibrante.